Arquivo da tag: #avião

Caldas Country Show

caldas-country-2014-4

Hoje vou contar sobre esse evento, o maior festival de música sertaneja que vem crescendo a cada ano. O evento é realizado na cidade de Caldas Novas no Estado de Goiás e recebe pessoas do Brasil inteiro, sim Brasil inteiro mesmo, dividi táxi com meninos que estavam vindo do Pará, pegaram 3 conexões para chegar. Uffa! Pra vocês verem como o evento é muito bem falado pelos quatros cantos do País.

  • O que é o evento?

É um festival de música sertaneja, digo o maior, pois reúne os grandes artistas do segmento, além de um trio elétrico com o melhor do axé e nos intervalos os melhores DJ’s.   São no total 30 horas de festa, num esquema open bar para ninguém colocar defeito. Eu achei o evento muito bem organizado.

Para ir ao evento é necessário adquirir ingresso, são vendido 3 tipos de ingressos: Extra Vip, Prime e Mesas.

mapa-caldas-c.-show

Eu fui de Extra Vip e curtir bastante o evento, paguei R$ 290,00 pelo passaporte pelos 2 dias.

*Os valores dos ingressos  alteram a cada ano, valor referente ao ano 2015.

  • Onde acontece?

O evento acontece na cidade de Caldas Novas, no espaço Caldas Park Show, é uns 10 minutos do cen20151102_022055tro da cidade de veículo. Nos dias do evento existem opções de van e ônibus oficial do evento que faz o

traslado até o espaço.

A van custa R$ 10,00 o trajeto
O táxi custa em média R$ 35,00 a corrida

O ônibus oficial custa R$ 50,00 os 2 dias, ida e volta

*Valores base 2015, pode ser que nos próximos anos haja reajuste.

  • Como chegar?

Caldas Novas está a 160 km de distância de Goiânia e a 316 km de distância de Brasília. Você tem a opção de desembarcar em um dos 2 aeroportos, embora Caldas Novas tenha aeroporto, os voos não são frequentes e é o dobro do valor.

De Brasília: Se você optar chegar por Brasília, tem que pegar um táxi do aeroporto até a rodoviária interestadual, uns 15 minutos de táxi, não tem opção de ônibus. E na rodoviária tem o ônibus da empresa AlfaLuz que te leva até Caldas Novas. São 5 horas de viagem e custa R$ 62,00.

Atenção aos horários, pois não são frequentes, o último costuma ser às 20h.

De Goiânia: Se você optar chegar por Goiânia, tem que pegar um táxi para a rodoviária, uns 15 minutos, mas tem a opção de ônibus, se informe no aeroporto. Na rodoviária tem as empresas Estrela e Paraúna que te levam à Caldas Novas. São 3 horas de viagem e custa R$ 32,00.

Atenção aos horários, pois não são frequentes, o último costuma ser às 20h.

Minha experiência: Eu fui por Goiânia cheguei às 22h e não havia mais ônibus com destino a Caldas Novas. A solução foi ir de táxi, a minha sorte é que encontrei 2 meninos que estava na mesma situação que eu, daí dividimos, a corrida custou R$ 300,00 (chorado!).

Ah! Essas empresas que fazem o trajeto não vendem passagem online, somente no balcão. Então atenção, tente casar voo x ônibus.

  • Além do evento, existe alguma coisa na cidade?

Sim! A cidade de Caldas é conhecida pelas suas águas termais e seus parques aquáticos. Durante o dia é possível relaxar nas piscinas e curtir a maior estância hidrotermal do mundo.

FOTO-SPLASH-EXTENDIDA

Vale pena conhecer!

Obs. Todos os valores mencionados são referente ao ano de 2015.

Anúncios

PERU

Relato de Viagem – PERU Bom pessoal como disse no post sobre a Bolivia (clique aqui), esse foi o Mochilão #Bolívia e Peru# feito na segunda quinzena do mês de Março/2014. Agora vou contar a experiência nas terras Peruana. A cotação foi: R$ 1,00 = 0,98 Soles // US$ 1,00 = 3,00 Soles A passagem foi comprada em Novembro/2014 em uma promoção da TAM. O trecho foi: Ida GIG (RJ) x GRU (SP) x Assunção x Sta Cruz (Bolívia) // RetornoLima x GRU (SP) x SDU (RJ). Valor pago: R$ 850,00

1ª dia  Após carimbar a saída da Bolívia, segui caminhando até a imigração do Peru. Aproveitei e troquei meus dólares, já que tinha lido que é a melhor cotação. Daí seguimos viagem até Puno, fizemos uma parada de uns 30min e prosseguirmos  para Cusco.

Entrada no Peru por Puno

Entrada no Peru por Puno

Imigração Puno

Imigração Puno

2º dia  Cheguei em Cusco por volta das 07 da manhã. Peguei um taxi até o Hostel Loki por 10 soles.Deixei as coisas no hostel e sai para pesquisar valores dos passeios para Machu Picchu, aproveitando para conhecer a cidade também. Fiz cotação com várias agências, mas foi a Peruvian Mistical  que me apresentou exatamente o que eu queria (abaixo foto com valor). O Ingresso d Machu Picchu comprei direto no Ministério da Cultura lá em Cusco. Comprei também a passagem Cusco x Lima por 94 dólares. À noite, fui ao barzinho, agreguei algumas amizades, mas achei muito fraco e resolvi ir dormir.

Plaza de Armas

Plaza de Armas

Cusco

Cusco

Cusco

Cusco

Pacote escolhido MP

Pacote escolhido MP

3º dia  Acordei cedo, tomei café e segui para o ponto de encontro para pegar a van até a hidrelétrica. Enrolação vai, enrolação vem e a van saiu as 09:30h de Cusco. Parada para almoço em Sta Tereza e alguns quilômetros dali era o ponto inicial para a trilha até Águas Calientes.

Sobre a trilha…. É bem cansativo, mas nada demais. Segui de boa e no meu ritmo. O caminho é bem fresco e com belas paisagens. O guia alertou sobre o horário que passaria o trem, então próximo ao horário fiquei alerta para não andar sobre os trilhos. Levei 2:30h para chegar à Águas Calientes, com direito a 2 paradas para descanso. Cheguei início da noite, fui até o ponto de encontro que havia marcado com o guia. Meu guia não apareceu, fiz um outro ligar do celular dele para minha agência. Até que apareceu uma menina para me buscar. Me levou até o hotel, que por sinal adorei, e depois me levou onde iria jantar (o jantar também estava incluso no pacote). A menina também me explicou onde encontrar o guia em Machu Picchu e me deu a passagem do trem de retorno até hidrelétrica. Após o jantar, comprei água e uns lanchinhos para o dia seguinte.

Trilha

Trilha

Trilha

Trilha

Trilha

Trilha

Trilha

Trilha

Águas Calientes

Águas Calientes

4º dia   Eis que chega o “grande dia”, dia de conhecer Machu Picchu! Acordei às 04:30h (muito sonooo), tomei café e comecei a caminhada rumo à entrada de MP. Ruas escuras e um pouco desertas, juro que quase desisti quando em uma parte só havia escuridão, então peguei minha lanterna e segui firme no propósito iluminando o caminho. Quando cheguei à entrada havia uma fila.. Uffa pessoas!!  Apresentei o comprovante de compra mais o passaporte e partir daí começou a saga… 1:30h de subida! A subida é bem pesada, aconselho somente para pessoas com bom preparo físico, sofri um pouco, mas me senti realizada quando cheguei. Tudo bem cheguei morta, suada, descabelada, mas economizei 23 dolares. Rsrs Fui ao banheiro, me ajeitei toda e quando voltei a guia já estava aos berros gritando meu nome. O tour guiado em MP durou 2 horas, confesso que entendi pouca coisa, já que a guia falava espanhol muito rápido.  Mas tudo bem, estava feliz por estar ali, e toda aquela explicação o google me fornece. Rsrs Mas vem a parte chata, o tempo fechou, apareceram as neblinas e começou a chover. Voltei para a entrada do parque para debaixo uma cobertura, aproveitei o momento para conhecer pessoas e carimbar o passaporte. Conheci 2 brasileiras super gente finas, a Erika e a Fernanda. A Erika depois nos reencontramos em Cusco e fizemos alguns passeios juntas. A chuva parou e eu fui tentar tirar algumas fotos… a neblina avacalhou um pouco, mas adorei ter conhecido aquele lugar, foto nenhuma consegue explicar a incrível paisagem do lugar.

Machu Picchu

Machu Picchu

Machu Picchu

Machu Picchu

Machu Picchu

Machu Picchu

Machu Picchu

Machu Picchu

A guia

A guia

Machu Picchu

Machu Picchu

Ok. Hora de ir embora, já que tinha que pegar o trem de volta. Desci a pé também MP, aí foi mais rápido, durou uns 50 minutos a descida. Fui ao hotel peguei minhas coisas e fui para “estação” aguardar o trem. Neste momento começa o maior perregue da viagem…. Eu fui para o lugar errado de pegar o trem, contudo o guardinha me assegurou que o trem parava ali, o que era mentira,  e com isso perdi o trem. Depois de barracos, choro e polícia consegui pegar o trem, só que agora direto para Cusco. (Essa história completa vou contar no post sobre os perregues da viagem). Cheguei em Cusco por volta das 21h, no trem conheci uma senhora muito simpática por sinal que me ofereceu carona até a subida do hostel. Cheguei no hostel tomei banho e fui dormir, o dia foi muito cansativo.

5º dia  Este era o último dia em Cusco e resolvi andar pela cidade. Logo pela manhã a Erika, aquela menina que conheci em Machu Picchu me mandou um mensagem para almoçarmos juntas. Encontramos-nos na Praça das Armas, tiramos algumas fotos, almoçamos e depois negociamos o city tour por 10 soles cada.

Sobre o City Tour… É um passeio bem legal, passa por diversos pontos turísticos da cidade. É ótimo para quem tem pouco tempo e quer conhecer a cidade. Acredito que durou umas 2 horas o passeio. Gostei muito e indico!

Cusco

Cusco

City tour

City tour

Cristo Blanco

Cristo Blanco

Cristo Blanco

Cristo Blanco

Vista panorâmica

Vista panorâmica

Cusco

Cusco

Final do city tour estava um friozinho e resolvemos tomar um café.  Após voltei para meu hostel para descansar, havia combinado com a Erika de irmos para balada à noite. Por volta das 22h me arrumei, estava muito frio por sinal, e fui ao encontro da Erika para irmos à  Mamma Africa. Uma balada bem legal, músicas boas e pessoas bonitas. Depois dei uma passada também nas danceterias Mythology e Inka Team.  A noite foi bem divertida, fiz algumas amizades com estrangeiros e nativos. 20150329_023348

Balada Mamma Africa

Balada Mamma Africa

6º dia  Era o dia de ir embora de Cusco, acordei cedo, tomei café, fiz check out e fui para o aeroporto com destino a Lima. Voei pela Star Peru por 95 dólares o trecho, havia comprado em Cusco. Embora pequeno o avião, o serviço de bordo foi bom. Cheguei em Lima às 13h. Como não havia mais dinheiro suficiente para pegar taxi, resolvi me aventurar e pegar uma van. Informei-me no aeroporto e indicaram qual pegar. Fiquei um pouco com medo, mas até que foi tranquilo. Paguei 4 soles com duração de 50min a viagem até Miraflores. Era domingo e o trânsito estava bom. Fiquei no Loki Hostel Lima, quarto compartilhado e banheiro privativo. Embora o quarto fosse para 12 pessoas, foi bem tranquila a estadia. Com o check in feito, saí para conhecer a cidade. Fui ao Parque Kennedy, caminhei até o Shopping Lacomar, depois fui ao Parque do Amor. À noite fui conhecer o Parque das Águas, me encantei com o belíssimo lugar.

Parque Kennedy

Parque Kennedy

Lima

Lima

Shopping Lacomar

Shopping Lacomar

Lima

Lima

Parque Del Amor

Parque Del Amor

Parque de La Reserva

Parque de La Reserva

Parque das Águas

Parque das Águas

Parque das Águas

Parque das Águas

Parque das Águas

Parque das Águas

7º dia   Dia da partida e fim da trip. Fui para o aeroporto de van, foi tranquilo também. O voo decolou às 12h. Voei pela Tam, serviço de bordo foi ótimo. Cheguei em São Paulo às 19h e segui para o aeroporto de Congonhas para pegar o voo para o RJ. Foi uma viagem maravilhosa, tive poucos perregues e muitas alegrias.  A trip foi perfeita!

Você não precisa ser rico para viajar

Fazer uma viagem, apesar de recompensador, é algo que demanda dinheiro, mas você não precisa ser rico para viajar como muitos pensam. Eu não sou rica, e estou muito longe disso, mas abnego algumas coisas para conseguir viajar.

Não precisa de luxo

Não precisa se hospedar no melhor hotel, comer nos melhores restaurantes ou voar na melhor companhia aérea. A dica é: Se você tem pouco dinheiro, pesquise, pesquise e pesquise. Você encontrará lugares bem mais econômicos e tão bons quanto aos de luxo.
Já se você é desencanada(o) como eu, hospede-se em hostel (albergues), isso garante uma economia com hospedagem de 70%, escolha o voo com preço mais econômico, mesmo que isso signifique conexões (aventuras de vez em quando é bom rs). E se um dia gastou muito no restaurante que queria, no outro dia coma no Mc Donalds.

Mudar estilo de vida

Sim! Esse é o fator crucial de quem não é rico e gosta de viajar. Tem que abrir mão de algumas coisas para sobrar dinheiro no fim do mês.

Viajar é prioridade

Eu amo viajar, então sei que um iphone é o mesmo preço de uma passagem aérea internacional, compro o iphone ou a passagem? A passagem lógico! Mas isso é prioridade. Esta é a minha, se for a sua você também terá que fazer escolhas.

Quem quer faz

Esse é o meu lema. Nunca fui acomodada com as coisas, tanto que tenho minha casa própria e consegui com meu esforço e trabalho, sem ajuda de ninguém. Para viajar também sou assim, penso num destino, foco no objetivo e vejo meio de conseguir realizar.
Você quer, então busque informações a respeito do lugar, veja média de valor a gastar por dia, os preços dos passeios que deseja fazer, a partir daí veja como pode economizar para conseguir a grana.

Se organize

Pois bem… o objetivo é economizar! Aff que difícil!! Principalmente quando não se ganha bem e o salário é contado. Mas faça planilha de gastos e veja o que pode abri mão para que sobre um “cascalho” fim do mês.

No meu caso eu abri mão do plano pós pago do telefone celular, diminui a quantidade de canais da tv, utilizo o ar condicionado somente em calor extremo, as unhas da mão eu mesmo faço, me dou o luxo de ir ao salão somente de 3 em 3 meses, nesse intervalo uso minha própria chapinha para manter o liso e faço a hidratação em casa, etc.

Conclusão

Se você é pobre e gosta de viajar vai ter que abrir mão de algumas coisas, mas isso será recompensador porque não tem a coisa mais gostosa na vida do que fazer a mala, pegar um avião e chegar numa cidade nova!

Boa sorte! Good Luck!

Salvador-BA

“Ô nego chega mais pra eu te contar sobre essa viagem…”

10270521_1557370151164474_751026615681409407_n

Salvador foi só uma parada rápida, pois meu destino era o Morro de São Paulo, mas aproveitei as maravilhas desta capital.

Embarquei no RJ com destino a Salvador na tarde da sexta feira (26/09/2014). Cheguei a capital Baiana por volta das 18:00h e segui para o Hostel Barra , super indico, pois fica bem localizado, perto do Farol da Barra.

Para aproveitar a noite, fui ao Barro Vermelho junto com 2 meninas que conheci no hostel. Um lugar boêmio e bem eclético, dá gente de tudo que é estilo, bom para comer o famoso acarajé, esse que não conhecia ainda, e bater papo tomando umas cervejinhas. Não fui embora muito tarde porque pretendia acordar bem cedo para passar em alguns pontos turísticos antes de embarcar para o Morro (Morro de São Paulo).

10409606_1557370251164464_5632333631468655936_n

Na manhã do sábado acordei cedo, antes do café da manhã, mas “roubei” umas bananas para comer no caminho, brincadeira a parte, o dono disse que eu poderia pegar. Rsrs

Fui caminhando pela Orla até o Farol, um lugar bem bonito. Tirei umas fotos e depois segui para pegar o ônibus para ir até o Mercado Modelo. No Mercado, caminhei, comprei umas lembrancinhas e subi o elevador Lacerda para conhecer, este paga-se 15 centavos para subir e mais 15 centavos para descer.

10418373_1555858707982285_1118699333830499070_n

10384217_1557368561164633_6613904275086364608_n

10675744_1557370107831145_8197294247196600425_n

Depois segui para o Terminal Marítimo São Joaquim , já que havia resolvido ir pelo jeito mais econômico, de ferry boat até Ilha de Itaparica, depois onibus para Valença, e em Valença a lancha rápida até o Morro. O relato sobre o Morro de SP merece outro post…

Gastos:

Passagem RJ x SSA (ida evolta): R$ 200,00

Ônibus até a Barra (hostel): R$ 2,80

Hostel: R$ 40,00 (1 diária)

Acarajé: R$ 7,00

Bebidas: R$ 12,00

Ônibus para barro Vermelho (ida e volta) R$ 5,60

Ônibus até Mercado Modelo: R$ 2,80

Mercado Modelo: R$ 20,00 (gifs)

Taxa Elevador Lacerda: R$ 0,30

Ferry boat: R$ 5,20

Ônibus para Valença: R$ 18,00

Lancha rápida: R$ 18,00

Como comprar passagens aéreas baratas?

Muitas pessoas me perguntam como comprar passagens aéreas baratas, não existe uma formula exata, mas vou te dar alguns caminhos que podem te fazer chegar lá.

  • Melhores dias para comprar passagens são quartas-feiras e sábados

Quartas feiras a noite/ madrugada costumam ter uns outlets  nas companhias aéreas. E sábados normalmente eles liberam umas promoções, então, vale a pena dar uma conferida todo sábado.

Dica: Evite sempre às segundas feiras, pois normalmente é o dia que as pessoas programam suas agendas, com isso as passagens tendem a estarem mais caras.

  • Comprar por agência de viagem costuma sair mais caro.

Isso mesmo, as agências de viagens costumam embutir suas taxas no valor total a pagar, com isso a passagem passa ser mais cara.

Dica: Cote o menor preço pelas  agências virtuais (ex: decolar, submarino, etc), mas sempre compre direto no site da companhia aérea.

  • Curta nas redes sociais as páginas das companhias aéreas

Elas costumam divulgar quando está rolando alguma promoção por lá. Então curta e fique de olho.

Dica: Eu acompanho muito pela  melhores destinos (melhoresdestinos.com.br), eles estão sempre atrás de promoções para divulgar em sua página ou site. Vale a pena curtir a página no facebook e dar uma olhada de vez em quando no site.

  • Pesquises todas as companhias que voam o destino escolhido

Ficamos muitos presos às companhias aéreas conhecidas, como TAM e GOL, mas existem outras que realizam voos nacionais e internacionais partindo do Brasil. Com isso, vale a pena dar uma conferida no site delas para ver se está mais barata.

-Nacionais: Passaredo, Azul, Trip, Avianca, Map, Piquiatuba, SETE, Amaszonas, etc.

-Internacionais: Lan, Tap, Emirates, Iberia, American Airlines, Aerolineas Argentinas, Air Canadá, Air France, Air Mexico, South Africa Airways, etc.

Boa sorte e Boa viagem!!!

Avião-decolando